Postagens

Exercício Físico Para Diabético Tipo 2

O exercício físico é um forte aliado no tratamento ou prevenção do diabetes tipo 2. Há muito tempo vem sendo recomendado por entidades médicas, e organizações nacionais e internacionais, ligados a área da saúde.

O diabetes tipo 2, é mais prevalente na população, comprometendo cerca de 90% dos diabéticos. A inatividade física, dietas hipercalóricas, obesidade e idade são fatores de risco para o desenvolvimento da doença. O fator genético é um forte atuante no desenvolvimento do diabetes tipo 2, o risco familiar chega a 40 % quando os pais são diabéticos.

O diabetes tipo 2, ocasiona uma elevação na glicemia (hiperglicemia), as causa são uma elevada produção de glicose pelo fígado, deficiência na secreção de insulina e ação (resistência à insulina) deste hormônio nos tecidos corporais.

O diabético deve fazer o uso de medicamentos, manter uma dieta equilibrada e utilizar os exercícios físicos. A utilização do exercício físico e dieta dá-se o nome de tratamento não medicamentoso.

O exercício físico é de extrema importância no diabético tipo 2, favorece as reduções nos níveis circulantes de glicose sanguínea, melhoras na composição corporal (emagrecimento), diminui a resistência aos tecidos corporais, facilitando a entrada da glicose principalmente nos músculos.

Após o término do treinamento os benefícios perduram por horas, os níveis de glicose sanguíneo continuam sendo consumido pela célula muscular, para restabelecer os estoques de glicose estocado no músculo (glicogênio). O estimo gerado pelo exercício físico faz com que os transportadores de glicose (GLUT4), que estão no interior da célula muscular desloquem-se para a membrana celular, esse mecanismo fica ativado por horas.

Os diabéticos que praticam exercícios regulares beneficiam-se nas reduções nas doses de medicamentos, a eficácia no controle glicêmico faz com que o médico reduza a medicação.

O exercício aeróbio e resistido (musculação), são as melhores opções para prática, são bem estudadas e comprovados na literatura científica. Para começar os exercícios é necessário uma consulta médica para saber como está a saúde do diabético tipo 2.

O acompanhamento de um profissional de Educação Física, que tenha conhecimentos em fisiologia do exercício e fisiopatologia do diabetes é necessário para uma prescrição segura do treinamento.

Bibliografia

NEGRÃO, C. E.; BARRETTO, A. C. P. Cardiologia do Exercício do cardiopata ao atleta. 3. ed. Barueri, SP: Manole, 2010.
cleyton.jpg
Clayton Souza - Personal Trainer,
Pós Graduado em Fisiologia do Exercício (UNIFESP/EPM).
Postado: 13/01/2016
Tags:

Deixe o seu comentário

0Comentários

Voltar